Wednesday, November 11, 2009

ADIVINHA

Transcrição ficcional de escutas telefónicas (fls. 213 a 215 dos autos) – qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência:

1. Telefonema no dia 20 de Abril de 2007, às 10h24m:
(Ex-político pouco importante, com muitos conhecimentos e sob escuta) – “Então, Maximiano, tudo porreiro ?
(Pobre diabo não ligado à política mas muito rico, ninguém sabe como) – “Tudo bem e com o Sr. Dr. ?
(Ex-político) – “Também. Então quando caem os meus 500 euros ? Já fiz a minha parte !
(Pobre diabo) – “Amanhã sem falta levo-lhos aí Sr. Dr.. Em notas, certo ?”
(Ex-político) – “Certo. Cá o espero

2. Telefonema no dia 10 de Dezembro de 2007, às 18h06m:
(Político muito importante e ainda mais rico) – “Tou, tás bom ?”
(Ex-político sob escuta) – “Cá se vai andando. Então o que é mandas desta vez ?”
(Político muito importante) – “Era aquela coisa dos cinco milhões de euros que nos prometeram. Estão-me a fazer falta, estou sem roupa e tenho que ir aos Estados Unidos comprar uns trapos. Com o meu ordenado nem na Zara posso comprar roupa …”
(Ex-político sob escuta) – “Desculpa lá, meu, passou-me, é tanta coisa. Vou falar com o gajo e amanhã faço-te o depósito
(Político muito importante) – “Porreiro, pá. Qualquer dia vais ter que pagar juros (risos)

3. Telefonema no dia 14 de Abril de 2008, às 11h38m:
(Bardamerdas da província, que não manda em nada e pode ir preso que ninguém quer saber, mas é muito rico, nem ele ainda percebeu porquê) – “Então, Senhor Professor Doutor, como é que vão as coisas ?
(Ex-político sob escuta) – “Não estão mal, Bardamerdas, mas estariam melhor se o senhor me pagasse os 1.800 euros que combinámos. Sei que já recebeu o material todo
(Bardamerdas) – “Pois recebi, desculpe o atraso Senhor Professor Doutor. É o costume, em numerário ? Podemos ir almoçar ao Eleven e entrego-lhe o saco. Já aprendi a comer com faca e garfo e gostava de lhe mostrar (risos)
(Ex-político sob escuta) – “(risos) Não acredito, você arrota, solta gases e tudo … mas fica combinado. Ou começa a fazer as coisas a tempo e horas ou deixo de o ajudar …

4. Telefonema no dia 8 de Agosto de 2008, às 20h55m:
(Político extremamente importante) – “Então, meu grande malandro. Cadê os nossos dez milhões ?
(Ex-político sob escuta) – “Tás bom ? Agora ligas com número não identificado ?
(Político extremamente importante) – “Tem que ser, porque se não já sei que não me atendes. Preciso do guito, meu. Já parece que estou outra vez nos velhos tempos, pá
(Ex-político sob escuta) – “Vou falar com eles. Eles é que estão a falhar, os filhos da puta …
(Político extremamente importante) – “Bem, tu vê lá, qualquer dia lixo-te.
Tenho que dividir a massa com uma data de malta, e os gajos já me andam a chatear !”

Sucede que duas destas escutas são legais e duas destas escutas, segundo aqueles matraquilhos que falam muito para a televisão à porta dos tribunais e mandam nestas coisas, são obviamente ilegais e deviam ter sido apagadas.

Adivinha: quais são as duas escutas legais e quais são as duas escutas ilegais ?

37 comments:

Irritadinha said...

2 e 4.

Ken said...

deveriam ser todas censuradas, ou no minimo substituir os palavrões pelos famosos piiiiiiii!

francis said...

henrique, bute abanar a abarrca...se formos processados tás cá tu para nos safares.
bem vindo pá.

loirices said...

1 e 4, faltam os bonecos!

Maya said...

Olha, vou falar à Maité ... Cara, eu achô que elass são todas légaiss, valeu?

Pulha Garcia said...

ahhahahaha HAHAHHAHAHAHAHH o povo merece AHAHHAHAHAHA haaahahahahaha

(estou com a Maya neste assunto)

Marisa said...

I gotta feeling 2 e 4 são ilegais, pá!

Shadow One said...

A "ilegalidade" não existe. - Nietzsche.

A "ilegalidade" quer f**er a "legalidade". - Freud.

Kneel to the dark side of the force, my son. - Darth Vader.

dyphia said...

olá henrique!
é bom ser atendida aqui no estaminé do cicisinho por caras novas. é que ainda n recuperei do abandono do gino :(

mas quanto a questão.
meu caro, como sabemos só poderão ser legais as escutas que tiverem sido autorizadas por um juiz de instrução criminal e mediante requerimento do Ministério Público. ora visto isto em conjunto com a merda da dificuldade que há para os licenciados em direito conseguirem chegar a estes quadros da magistratura, e havendo cm se mt fala por ai, falta de magistrados, custa-me muito a crer que tenha existido, ainda para mais poucos dias após o periodo de ferias judiciais da páscoa de 2007, juizes de instrução e magistrados do MP disponiveis para autorizar e requeres, respectivamente, as referidas escutas. como tal, na minha modesta opinião, sao todas ilegais

O Magnifico Gino said...

Muita saudadinha menina Dyphia?

dyphia said...

nem te vou falar... o q tu me fizeste n se faz. abandonaste-me. és creul

O Magnifico Gino said...

Dyphia tinha duas nêguinha e 6 muleques pra cria! Tive vir pra Angola!

dyphia said...

nem uma carta me escreveste... foste embora sem me dares uma explicação.... n te vou perdoar...

loirices said...

olha o gininho

O Magnifico Gino said...

Não escrevi que não sei a morada!

O Magnifico Gino said...

Olá Miss Loira, tem usado a pochete que lhe enviei aqui de Angola?

Sirigaita said...

nossa..carta é coisa cafona mermo! :/ no sec 21 as pessoa ja so pegam na caneta pa passar cheque!

Sirigaita said...

gino manda emaiu :D

O Magnifico Gino said...

Mais que cafona, é baixa renda. Também não sei o imeu.

dyphia said...

eu prefiro a cartinha! quero la saber se sou cafona... quero é a minha cartinha.... qt a morada pede ao cicisinho pq ele plos vistos ja sacou a informação toda da minha vida ;)

O Magnifico Gino said...

Pedir ao Cicis? Nem penses o gajo depois faz-me pagar o favor em litros de medronho até ao fim da vida.

Sirigaita said...

baixa renda é bom!isso e subsidxio dxi dxisimpregado mermo..nossa ke horro!!
e porque e ke tu kartxinha se ele ta falando com tu agora?nossa..e eu pensando ke era estranha :/ oh gino.vai busca o medronho!

loirices said...

Gininho, dei-a ao ex-vizinho, ficava-lhe a matar :)

O Magnifico Gino said...

Nossa, tem razão Siri. Não tava ligado não! Pô brigadão aí gata! Mais olha, si liga, baixa renda totau é lamber calo!

O Magnifico Gino said...

Miss Loira, então isso faz-se a um presente dado com tanto carinho?

Sirigaita said...

lamber calo é baixa renda master!!!!
mas ha gentxi ke gosta..faze o ke?ja trouxe a garrafa?a gentxi tem dxi eskecer as coisa triste ki nos rodeia..enche o copo ke a seguir tu vai me chama lagartxixa :D

O Magnifico Gino said...

Lamber calo hidrata o animau!! Chuta pra cá o caneco nêga que o medronho é caseiro, vamos esquecer as tristeza!

loirices said...

pay forward gininho, foi passado com carinho, tenho que aliviar bagagem para não pagar excesso :)

O Magnifico Gino said...

Ainda assim, fiquei magoado.

loirices said...

vá gininho, sopra que passa o dóidói

O Magnifico Gino said...

Já passou, já passou.

PreDatado said...

Como é que conseguiste legalizar as escutas? És um génio, pá. Porreiro!

Henrique said...

Acho que o post ficou um pouco longo e chato, mas os visitantes dirão ...
Irritadinha: acertaste. Porque é que respondeste assim ?
Ken: eles quando falam não usam os piii ... e as transcrições são fiéis. E penso que este blog não se chateia com palavrões ...
Francis: vamos partir a louça. Hoje andaste sumido ...
Loirices: falhaste, sorry. As escutas aos políticos importantes são nulas - art. 343º do Código do Processo Penal.
Maya: fazes bem em falar na Maité. Teria muito a dizer sobre ela e sobre o seu país do primeiro mundo e os seus apagões. Sobretudo de inteligência ...
Pulha Garcia: cheira-me que ainda nos vais ter que ir buscar à esquadra ...
Marisa: foste espreitar o perfil ... pode ser pirosa, mas acho MUITA GRAÇA à música e áquele filminho. Tenho pena que os meus tempos de faculdade não tenham sido assim ...
Dyphia: nunca poderei fazer-te superar o abandono do Gino. Mas acho que hoje ficou provado que o Gino não abandonou o blog ! Quanto ao resto que dizes, merece uma conversa mais séria. Vamos nessa ?
O restante foi em código ... não sei o que dizer.
PreDatado: as escutas contra os pobres diabos são legais. AS escutas ilegais são as outras. Estás a imaginar alguma vez o Presidente do STJ autorizar uma escuta ao Primeiro Ministro ? só nos livros mesmo ...

Irritadinha said...

Como boa leiga que sou na matéria em causa, guiei-me pelo senso comum. Eram os únicos exemplos nos quais os protagonistas são um politico importante e um ex-politico, e são as únicas conversas onde se fala de milhões. Só não percebi se o ex-politico era também importante, ou ex-importante.

Henrique said...

o ex-político é ainda relativamente importante, mas não faço ideia porquê. Nem ele.

Irritadinha said...

Grata pelo esclarecimento.

dyphia said...

quando quiseres! tou sempre disponivel :D