Monday, November 23, 2009

Impressionado...


... com a dinâmica do tasco este fim de semana. Palavras caras, conversas profundas, eleveção...seja lá o que isso for, e seja lá do que for. Fica a minha opinião, eu sou a favor do casamento e da adopção por pessoas do mesmo sexo. Pronto, um bom dia para todos.

68 comments:

Irritadinha said...

Algumas coisas só ao fim-de-semana. E na pequena parte que me toca, tenho dias que me apetece dar uma opinião mais séria.

Seu_Misha said...

Alguém conhece um casal gay que queira adoptar um gatinho com meses que eu encontrei na praia este fim de semana?

francis said...

irri babe, só te fica bem.

seu_misha, assim de repente não...queres deixar os contactos para se passar aqui alguém te contactar ?

Henrique said...

Francis, a abertura da Loja ao fim de semana é fruto da crise no comércio tradicional. Abertura ao fim de semana e horários alargados nos dias de semana. Ainda ontem vi na televisão ...

Confesso que houve uma altura em que tive vontade de, para responder à altura, ir ao Google e fazer um copy & paste só para dar ares de coiso e tal, mas desisti.

De salientar que eu não tenho nada contra adopção de pessoas do mesmo sexo. Se um casal hetero quiser adoptar dois rapazes ou duas raparigas, por mim ok.

Registo a tua opinião, que respeito, e tenho para mim que terias gostado muito de teres tido dois pais ou duas mães. Claro que gostarias. Mete-se pelos olhos dentro. A menos, evidentemente, que só gostes para os outros ...

Pela minha parte mudo de tema e tenho o teste de feminilidade pronto. Boto o gajo no "ar" ?

Sirigaita said...

A Irri é uma caixinha de pandora :))

Sirigaita said...

Henrique teste de feminilidade??humm

francis said...

henrique pá, gostar ou não gostar não vem ao caso, não me aconteceu não há nada a fazer, além que estamos a a falar há 40 anos atrás...por exemplo tás a ver o meu avô zé belo a deixar isso acontecer ?
hoje a coisa é mais pacifica, e eu se fosse gay gostava de adoptar...

siri, só se for para ti...

Sirigaita said...

e para ti é o que?

Irritadinha said...

É impressão minha, ou aquilo do "pra dar ares" era um indirecta à minha pessoa?

Seja como for prometo solenemente que farei tudo o que esteja ao meu alcance para tal situação não se repetir. Não quero chocar pessoas sensíveis.

francis said...

siri, eu já sabia que ela era assim, já a conheço há uns tempos...

Sirigaita said...

Entao já devias saber que ela tem o dom de surpreender.e ja agora bom dia sim? ;)

francis said...

siri, bom dia...mas a mim não me surpreendeu porque eu sei o que ela vale.

Sirigaita said...

A minha mãe diz o mesmo de mim!

francis said...

siri, as mães são sempre umas porreiras...

Irritadinha said...

Pra quando uma estátua, um busto, uma placa em minha homenagem? (calma, estou a brincar sim?)

A minha mãe também diz umas coisas jeitosas sobre mim. Aliás quero as palavrinhas dela na minha lápide.

Sirigaita said...

a tua mae e não só :)

Irritadinha said...

Tens razão, também quero umas palavrinhas tuas, aquela frase :)

Henrique said...

Ok, Francis, tudo. Se fosses gay gostavas de adoptar. Era uma coisa que tu gostavas, pronto. Compreendo. Tipo comprar um Porsche Cayman ou assim. Aqui há tempos representei uma mãe numa coisa poder paternal e o que o pai queria era que a mão lhe "emprestasse" (SIC) o filho de vez em quando.

Irri - a tua impressão está completamente errada e não gostei que tivesses pensado isso. Sou muito directo e se tivesse pensado algo sequer no género tinha dito.

Henrique said...

"que a mãe"

loirices said...

Pois eu também concordo contigo Francis, o que interessa são os valores e sentimentos não os órgãos sexuais.

Henrique said...

Eu por acaso, para além do valores e dos sentimentos, também ligo um bocado aos órgãos sexuais ...

Irritadinha said...

Henrique, também eu sou directa por isso quando tenho alguma dúvida pergunto. E foi o que fiz, sem qualquer intenção de melindrar ou pôr em causa a tua frontalidade.

loirices said...

:) Henrique, aqui no caso, deixo-os de fora :)

Bípede Falante said...

Sou completamente a favor.

Shadow One said...

A moralidade... ai a moralidade.

E se fossem dois eunucos? Já havia consenso?

Hugo said...

Também sou a favor

Irritadinha said...

Um pequeno à parte, comparar a adopção de um criança com a compra de um carro tem tudo a ver... oh Henrique.

francis said...

henrique, é isso e coiso, pronto.
põe lá cena que tens aí no ar...

Irritadinha said...

"põe lá cena que tens aí no ar..."?

Henrique said...

Já tá

Mandarina said...

...e adopção por parte de uma família monoparental (sempre achei esta expressão um bocado tonta...)
...se o vosso problema são os modelos e blá, blá, blá como é que isto fica quando o educador é um só?...

francis said...

miss mandy, e o facto de um gajo ser filho de um casal hetero e dar em gay ?

dyphia said...

Olá meninos e meninas! Eu n comentei nada durante o fim-de-semana. Principalmente pelo o tema.
Em primeiro lugar defendo que é preciso tomar medidas rápidas no que toca a dinâmica das adopções. Faço há muitos anos voluntariado numa casa onde todos os dias chegam crianças vítimas das maiores atrocidades, cometidas por aqueles que as deviam proteger acima de tudo e de todos. Vejo também lá, casais que desesperadamente tentam dar amor a essas crianças, um lar, uma família, mas que infelizmente apanham com uma resma de papeis e de trabalhos inexplicavelmente estúpidos. Para já não falar no problema da legislação em vigor e da pouca sensibilidade dos senhores juízes para estes assuntos. A cada dia me é relatada uma nova situação em que o juiz devolve a criança aos pais biológicos, esses mesmos pais que os queimas com cigarros ou com ferros de engomar, que os espancam a ponto de os levar a entrar em coma. isto tudo, porque na cabecinha dos senhores juízes, que receberam a mesma formação académica que eu, mas que se julgam superiores a tudo e a todos, penso mesmo que alguns acreditam ser o próprio Deus, decidem assim a vida de crianças sem o mínimo de bom senso.
Existe ainda a situação dos processos que eles deixam arrastar pelos corredores do tribunal de menores, e enquanto esses processos andam por lá perdidos, temos crianças a crescer em instituições desnecessariamente e casais a desesperar para os levar para casa.
Antes de se discutir se os homossexuais podem ou não adoptar, vamos mas é acordar para esta realidade que destrói diariamente o futuro saudável de centenas de crianças no nosso país.
E que apareçam mais “irmãs Grabielas” neste pais, que com os seus mais de 60 anos e o seu peso a rondar os 130kg, entra pelo tribunal de menores e leva tudo na frente para defender os meninos e meninas que lhe chegam diariamente as mãos e n há juiz q lhe meta medo, nem as ameaças de detenção a fazem calar.
EU DEFENDO AS CRIANÇAS ACIMA DE TUDO… OS ADULTOS SÃO GRANDES PARA SE DEFENDEREM SOZINHOS, TENHAM ELES A ORIENTAÇÃO SEXUAL QUE TIVEREM.

© said...

whatever....
boa tarde.

francis said...

dyphia, tens toda a razão, toda.

ci, também serve...good afternoon.

Boop said...

E mai nada!!!!

Ken said...

Defender o casamento homosexual?
Pois eu defendo o casamento em grupo. Ex: se eu quizer casar-me com a Paloma e a Victoria de comum acordo qual era o problema? Só vejo vantagens. 1º casa pra tres em vez de 2. Se defendem que as crianças podem ter uma mãe Homem, porque não terem antes duas mães mulheres?

francis said...

foda-se ó ken, pensei que já tinhas andado em grupos...a namorada, a amiga...etc etc...
vai trabalhar pá...aí não é como aqui...
e hoje vais prós copos ?

Ken said...

Copos? Nã, vou formar o "Movimento pelo Casamento em Grupo"

Ken said...

Viva o casamento em grupo!
Poupa-se na renda, nas baby-sytter, na agua do duche. É só vantagem. Se a Paloma tem dores de cabeça, faço amor com a Victoria. A Victoria é boa a cozinhar mas a Paloma é um espectaculo a conduzir para levar os miudos à escola.
Só vantagens!

francis said...

ken pá, tás em grande...isso aí na espianha ou aqui ? ainda não arranjaste aí uma paloma original ?

dyphia said...

tenho n tenho cicis?

dyphia said...

posso dizer palavroes aqui no teu tasco?

francis said...

dyphia, tens toda a razão.
podes fazer o que tu quiseres, aqui há liberdade total.

dyphia said...

apetece-me chamar cabrões e filhos da puta aqueles que têm o poder de fazer alguma coisa pelas crianças e as deixam na mesma entregues a propria sorte. como eu costumo dizer aqui pelo norte; deviam era ser todos enrabados com pepinos de quilo e meio... mas as duas por tres ainda diziam obrigado!!!

francis said...

ora nem mais, é um lugar comum, e até politicamente correcto, dizermos que somos pelas crianças, mas a verdade é que deveriamos mesmo ser...as crianças são um joguete entre os pais que não as renuciam e deixam andar pelos lares, e pelos juizes e assintentes socias presos numa teia de leis que em nada ajudam quem precisa...como a nossa lei permite várias interpertações, o pesoal perfere ficar quieto a tomar decisões, este país é uma vergonha nesse aspecto.
FILHOS DE UMA GRNDE PUTA.

Ken said...

Porquê se assume logo que são alguns homens (e não mulheres) que têm a responsabilidade do que estar a acontecer com as crianças no mundo.
Infelizmente TODOS NÓS temos a nossa quota parte de resp...

Bem, mas agora estou a pensar onde andam as minhas duas mulheres a Paloma e a Victoria que me deixaram em casa com a dar o lanche às crianças e foram para os saldos.
... ou terão ido ao Twins!!!

francis said...

ken, ninguém assumiu isso pá, todos assumimos que todos temos a nossa quota parte no problema.

dyphia said...

brigada cicis!

francis said...

brigada não, isso lembra-me a GNR...obrigado é mais bonito.
e não tem nada que agradecer.

Ken said...

atão já vi que também vou levar com um pepino de kilo e meio.
vou só ali à mercearia comprar um lubrificante e venho já

dyphia said...

cada um leva com aquilo q quiser Ken... desde que comecei a frequentar aqui o tasco do cicis q ele me disse q era tudo na liberdade e ao agrado do cliente...

Ken said...

Este blogue tem Musa!
É tão simpática, que não só nos deixa fazer o que queremos, como nos alerta que o dono deste blog nos autoriza a fazê-lo (um tal de Cicis).
Gostaria de lhe salientar que não necessito de autorização do Cicis, nem sua, para fazer o que bem entender na minha privacidade com o pepino de kilo e meio que ainda não encontrei.
Só lhe pedia que não estivesse tão revotada com a vida por causa de qualquer coisa que disseram e que não concorda, levando-a a fazer figuras tristes.
Relembro-lhe que uma pessoa não se mede pelos seus pensamentos e qualidades iminentes, mas pelo uso que deles faz.
Sei que tem feito o que pode nesta área, o que é de louvar.
Lamento é que perca a cabeça tão facilmente e venha a fazer inúteis peixeiradas com conversa de ir ao cu.... e de pepinos de quilo e meio... e de tal e coisa... blá, blá, blá..., que normalmente acabam em insultos mutuos que não têm qualquer utilidade para tão sério e delicado assunto.

Desde já as minhas desculpas por ter feito uma piada sobre a sua eloquente dissertação e que teve como consequência a sua infrutifera tentativa de me atingir.
bjs,
Luis (nome verdadeiro)

PS: Estou a adorar conhecê-la.

dyphia said...

Caro Luís!

Fez uma avaliação errada da minha pessoa, mas não o julgo por isso, tendo em conta que não me conhece.
O comentários sobre pepinos e “cus”não foi dirigido a sua pessoa, a menos que seja um dos que leva tacho pago pelo dinheiro do povo e que nada faz por esse mesmo povo, nem tão pouco existia em mim a ideia de o atacar a si que alias, da mesma forma que não me conhece também não o conheço.
O único comentário que dirigi a sua pessoa foi realmente aquele em que lhe disse que estaria à vontade para fazer o que quisesse com o pepino, mas sem querer de forma alguma “atingi-lo” ou ofende-lo. Pretendia simplesmente ser aquilo que sou sempre, ou seja, uma menina que adora aproveitar as oportunidades e que não resiste a uma piada fácil. E tem de admitir, meu caro, que se colocou a jeito para aquela piada.
Ah! Eu não estou revoltada com a vida, pelo contrário, eu sou uma apaixonada pela vida, como tal vivo-a sempre intensamente e com entusiasmo, o que o levou a confundir isso com revolta.
Ora eu defendo que não é com revolta que se alteram e melhoram as coisas é com garra, muita luta e muito entusiasmo.
Não precisa pedir-me desculpa pelos seus comentários, porque em nada me ofenderam, ou tão pouco me zangaram. Até porque acho que um dos objectivos do Dono da Loja é mesmo esse, falar de assuntos sérios a brincar. (cicis, corrige-me se estiver errada)

Deixo-lhe os meus respeitosos cumprimentos,
Dirce (por incrível que pareça é mesmo o meu nome verdadeiro)


P.S. ah! Se não encontrar de quilo e meio pode sempre mudar de legume, se me permite sugiro-lhe umas beringelas, que para além da cor e formato interessante tem uma textura bastante macia que o ajudará na poupança de lubrificante. ;)

Ken said...

Querida Musa (se me permite a alcunha),
Cada vez estou a gostar mais de a conhecer, mas vou por de lado os "salamalecos" senão daqui a bocado estamos os dois a chorar.

Felizmente as minhas mulheres voltaram dos saldos, o que me permitiu obter substitutos para o apretecho que me aconselhou.
Sei que não têm a mesma utilidade nem finalidade, mas acabaram por me satisfazer totalmente, acabando por não necessitar dos seus conselhos de recorrer a novas experiencias.

Desde já muito obrigado por partilhar os seus vastos conhecimentos sobre leguminosas, mas irão ter que aguardar para uma nova oportunidade.

Sem outro assunto de momento, subscrevo-me com os melhores cumprimentos,

De V. Exa.
Atentamente
Ken (qq dia mudo de nome para Action Man, é mais másculo)

PS: Os meus apetrechos portaram-se lind... Ops! onde é que eles estão. Voltaram a fugir!? Que se lixe, já não vou atrás das minhas meninas, estou que nem posso com uma "gata pelo rabo"

dyphia said...

caro ken!

pode usar a alcunha que quiser, nesse aspecto n sou nada esquisita.

ora, o meu conhecimento em leguminosas advém do facto de eu n comer carne... bem, isso n faz de mim vegetariana, visto que como bastante peixinho mas devo tar lá perto.

fico bastante satisfeita por saber que consegui satisfazer-se com as suas mulheres que presumo serem duas e que vivam presas aos seus pulsos, por isso so terá de reparar mais atentamente e conseguirá encontra-las sem ter de se mover do sitio onde se encontra.

acho realmente que isso de ser ken é uma coisa um pouco coiso, tendo em conta que ele constuma conduzir um carro cor-de-rosa, n me parece muito masculo certamente. mas também não acredito que o action man seja a melhor opção... mas claro isso será uma decisao sua.

e como ja estamos a trocar alguns comentarios vou tornar isto numa coisa mais intima deixando-lhe

beijinhos

Ken said...

querida Musa,

Vou agora trocar o lubrificate por um par de algemas, pois realmente tenho que prender as minhas meninas aos meus pulsos. Passam a vida a fugir-me para as compras, cabeleireiros, etc... (coisas de gajas).
Além de que as algemas também podem ser utilizadas para... bem, adiante... (penso que sabe a que me refiro e como é habitual irá fazer uma dissertação sobre este assunto, já estou ansioso).

Quanto aos seus gostos alimentares nada tenho a ver com o que come, se é vegetal, mineral, cozido, cru, inteiro, ou até às rodelas, pois neste blog, como disse anteriormente e muito bem, o comandante Cicis autoriza tudo.

No que respeita o meu nome, vou mesmo continuar com o nome Ken.
Como deve calcular, não é necessários possuir titulo nem adornos másculos para o ser.
Tenho muito orgulho naquilo que sou, pelo que vou ser obrigado a declinar todos os seus conselhos, pois tenho detectado que é extremamente preconceituosa, retrograda e tendenciosa pois tem vindo a ajuizar as pessoas pelos seus pertences e não suas atitudes.

Sem outro assunto, tomo também a liberdade de lhe deixar um grande beijinho de tolerância e compreensão.

CHUAC (grande)

dyphia said...

meu caro ken!

as suas mãos tão sempre presas aos seus pulsos n precisa de algemas p tal.

e nao, nao vou fazer nenhum tipo de cometario sobre algemas...

quanto ao facto de ter falado da minha alimentação, foi a minha forma simpatica de tentar conversar consigo, mas ja vi que n valeu mt a pena.

quanto ao seu nome, relembro-lhe que V.E. é que referiu q sentia a necessidade de trocar de nome por sentir q esse era pouco masculo. se existiu aqui alguem preconceituoso, de certo nao fui eu, pois apenas dei uma opinião inocente sobre a cor do veiculo do homem, cor que não me agrada muito, mas não referi em momento algum que essa cor dificultaria o desempenho sexual do dito cujo, muito menos o seu meu caro, que nem sei q veiculo tem... que provavelmente até andará a pé o que fará olha-lo com olhos de maior res+eito ainda, pensado tratar-se de alguem preocupado com o meio ambiente.

apesar de ofendida com os rotulos que recebi da sua parte, continuo a demonstrar o meu respeito por si deixando-lhe ainda mais beijinhos

Ken said...

Querida Musa,

Não, não ando a pé, nem que seja para ir à esquina.
Não faço parte da corja de ambientalistas que fazem conferências/apresentações em todo mundo sobre o ambientes e andam em carros hibridos (lexus h450??? e outros) que mesmo sendo hibrido gastam e poluem mais que qualquer carro de gama média alta.
Eu tenho o meu carrito que embora seja normal gasta menos de metade do carro desses gajos que zelam pelo ambiente.

Não, também não fui eu que falei na cor do carro para empolar os juizos já pré definidos por si.

Sim, as minhas mãos estão sempre ligadas aos pulsos.
E já que a deixo contente, confesso: "Para mim o sexo é como um jogo de cartas. Se não tenho um bom parceiro, é melhor que tenha uma boa mão."

E por fim sim, acredito que tenha ficado ofendida com os rótulos que recebeu, pois se reparar até agora todos os comentário/post só falavam de mim.
Bastou falar de si e pronto! «...Está-me a ofender, mas eu contino a demonstrar... blá, blá, blá...»

Se desejar mantemos a conversa exclusivamente centrada em mim, mas pedia-lhe o favor de não falar em si, pois eu também sou um menino que adoro aproveitar as oportunidades e não resisto a uma piada fácil.

Também demonstrando o meu respeito por si, deixo-lhe um cordial beijinho

dyphia said...

Caro menino!

sinto nas suas palavras um certo "q" de agressividade...
mas deve acalmar-se pq a vida são dois dias e n deve ser levada em tanto stress.
posto isto, digo-lhe que concordo com praticamente tudo o que disse. fiquei apenas na duvida,mas que espero que me esclareça, ficamos só na conversa sobre si, ou falamos também de mim ou não falamos de ninguem.

é como deve compreender a minha idade já vai avançada e os momentos de lucidez por vezes são raros, por isso nem sempre compreendo bem o que me dizem...


muitos beijinhos (ao contrario do menino eu sou generosa, dou muitos)

Ken said...

Querida Musa,

As pessoas só envelhecem quando os lamentos substituem os seus sonhos. O que eu não acredito que seja o seu caso.
Tive a ler calmamente todos os comentários, e realmente acabamos por falar de ninguém.

Quanto aos beijinhos, estava a guardá-los para quando fizesse-mos as "pazes".
Agora sim, e como nunca é tarde para me redimir, aqui vão muitos beijinho, muitos e muitos...

PS: Será que fizemos as "pazes"? Não faz mal, já seguiram todos e tenho a certeza que serão bem empregues.

francis said...

foda-se que grandes panisgas...

mas olha Ken fiquei a perceber algum do teu encanto escondido com as gajas...finalmente fez-se-me luz...tens cá uma lábia...daç.

Ken said...

Ah, c'est toi, mon cher ami Cicis! Je t'embrasse!

francis said...

merci ken...

dyphia said...

kenizinho!


claro que fazemos as pazes! mas n serão por muito tempo...

ora, analisando a situação, sempre q a gente entre em conflito houvedr lugar a tanto mimo, eu n vou querer outra coisa ;)

beijinhos mts tb p ti

Ken said...

Querida Musa
Lo que me encanta de verdad son los pequeños placeres de la vida.
chuacs... muchos

dyphia said...

queres partilhar lá isso dos prazeres... só p eu ficar devidamente esclarecida

Ken said...

Peço desculpa. (hic!)
Fui ali abater umas imperiais com uns amigos espanholitos.
Ora vês... isso, por exemplo, para mim é um dos muitos "pequenos prazeres da vida"

também temos "ler um bom livro", "almoçar/jantar com amigos", "ir ao cinema" adoro alienar-me, "viajar" já não é um pequeno prazer, mas..., "dormir até tarde", e muitos mais...