Monday, April 05, 2010

Nem a propósito...


A morte do grande agitador da supremacia branca in South Afrika. Foi uma pena, imensa pena pá.
Lembrei-me desta música. Eu tinha 15 anos, e tu ? Ah estamos a falar de 1978. Pois, sois uns putos pá, uns putos.


Power in the darkness.



Esta também seria um assunto actual. Então para os padres...os humanos, claro, só os padres humanos. E ainda falam eles de casamento, de aborto, e de união homossexual-(bom desta eles percebem)-pois só papam rapazinhos...Pronto, já disse.

Glad to be gay.

9 comments:

Maya said...

Quem diria, ser assassinado por não pagar ... Acontece muito: morrer-se por outra coisa qualquer que não da doença que se padece. E esta, às vezes, até parece contagiosa ... não percebo.

Maya said...

falta ali um 'de' não falta? entre 'doença' e 'que' ...

Francis said...

não, nem por isso.
mas eu sou muito mau a escrever...pareço desléxico, por isso... sounds perfect.

Calíope said...

Hmm... dependendo do mês de 78 já podia ter uns meses... ou então eram mesmo meses negativos :D
Pois... os descendentes de holandeses que ficaram na Holanda tb estão a braços com probs idênticos com a hist do defender branco-mais-branco-não-há.

Francis said...

caliope, isso não é o OMO ?

Calíope said...

Deve ser deve. Realmente lá na Holanda devia ser Orange-Mais-Orange não há!!!! Cá está depois destes anos todos, afinal OMO é uma sigla de extrema direita! AHAHAHHHAH

Francis said...

caliope, fucking orange queen...and the - how the hell do they call the guys that stayed there ? - afrikaners ?

Bípede Falante said...

Disse bem!

Francis said...

obrigado.