Wednesday, June 02, 2010

Legenda.


No seguimento do post do Brutus, eu ilustro a cena.
Gajas boas podem ser amigas ? Se fossem mesmo boas não eram amigas. Penso eu de que. Devem ser daquelas só boas para os cromos da construção civil, isso sim um barómetro das gajas más neste país. Cada uma que eles assobiam, só visto, esqueçam.
Esta jovem da foto começa a eliminar a concorrência desde muito cedo. É assim ou não ? A concorrência feminina começa ao desabrochar* da adoloscência ?
Que legenda davam vocês a esta foto** ?


1ª legenda 'Mais uma para a minha carteira de asneiras e ninguém vai desconfiar de mim, como sempre!' by Maya



* não confundir com o tirar da boca.
** não sei porque insisto nestes quizz saio-me sempre mal.

31 comments:

Disidério Estrela said...

A jovem da foto lembra-me alguém...

Francis said...

ahahahahahahahahahahahahahahah
got you. não perdoas nada pá.

Disidério Estrela said...

Faz-se o que se pode ahahahaha

Respondendo... Não, não é possivel. E não precisam ser as duas boas. Podem ser as duas feias e já dá molho. As mulheres têm problemas em estar no mesmo sitio sem que a ideia da competição exista. Cada foi instruída pela mamã de que era "a mais bonita, a mais inteligente" e vem outra e diz que também tem isso? Não dá certo...

Francis said...

5 min,* volto já.




* minutos, ok ?

Disidério Estrela said...

ahahahahahahah ok boss

Francis said...

gajas pá, gajas...porquê essa cena tão competitiva ?

i'm back.

Disidério Estrela said...

Vendo bem nem sempre será competição, pode ser apenas o gosto por esticar o pé para ver a outra cair. Abafar a outra. Pode ser também uma questão de falta de segurança nela própria e como não melhora tem de fazer as outras piorarem.
Tu sabes que essa dúvida me atormenta. É. Isto tudo piora se A quer sobressair e B é elogiada... então se o elogio vier de um homem... A casa pega fogo.

Disidério Estrela said...

Ah... existe uma outra explicação: falta do que fazer.

Francis said...

ora porra...não compreendo essa competitividade das gajas...parecem animais a sobreviver, para deixar os genes...em roma é que as gajas eram espertas, matavam so filhos das outras todas, isso sim, cena a sério.

Disidério Estrela said...

E tu achas que eu entendo? ahahah

Há um pensamento lindo: "Se tu fores burra as tuas amigas perdoam, se tu fores uma vadia as tuas amigas perdoam, se fores mais magra que as tuas amigas... elas não perdoam". É exagerado mas ilustra bem muita coisa.

É cena dos patamares de que te falei ontem, lembra?

Francis said...

mas porquê pá, porquê ?
é a cena dos genes ?

não posso exigir que entendas pois também não és gaja...certo ? é. sei.

Disidério Estrela said...

É qualquer cena cultural. E cá para mim as mães são as culpadas. Ou melhor é cultural e é do ego. Por exemplo se fizeres um elogio a uma gaja e ela aceitar podes achar normal; mas se fizeres um elogio e ela disser "ah... não é bem assim" já existem tendência para achar que há ali falsa modéstia.

Na minha opinião é uma mistura de educação, ego, e da noção que cada uma tem de si. E depois é aquela coisa das aparências...

Sou gajo, claro. qual é a dúvida?

Maya said...

Legenda da foto

'Mais uma para a minha carteira de asneiras e ninguém vai desconfiar de mim, como sempre!'


:)

Francis said...

dis, i rest my case, não entedo...só entendo numa cena anumal básica, perservação da raça...mas isso lá está, leva-nos ao mais básico que há em nós...e que eu acredito, não acredito nesta evolução sofisticada do ser humana, somos e seremos sempre animais. outra conversa que terei todo prazer de falar contigo um dia destes. ;)

maya maya maya maya, ainda bem que apareceste pá...então fecha-se o blog e não se convida toda a gente ? já a fazer selectividade ?
muita boa essa legenda.

Disidério Estrela said...

E a cena dos gajos, pá! Somos poucos e elas são muitas. E muitas coitadinhas confundiram emancipação feminina com o abrir as pernas ao primeiro que aparece (fui bruto?). E além têm de competir entre elas para chamar a nossa atenção, certo?

Parece-me que vai ser uma conversa interessante... tenho umas teorias... :)

Francis said...

ahahahahahahahahah...ok...brutissimo, até o brutus vai ficar com inveja de não ter sido ele a dizer isso.
por falar nele, deixei-o na EXPO, campus da justiça( ahahahahah ) depois de termos tratado lá de umas merdas, e ele ainda não apareceu...perdeu-se ?
brutus amor, meu bem*, onde está você ?


*ele vai gostar desta.

Maya said...

Pois, Francis, foi um impulso que me deu ... :)

[não tenho disponibilidade (ou vontade) para me dedicar ao blog agora, pelo que ..., talvez daqui a uns tempos volte, retemperada :)]

Francis said...

ah, e sim, vai ser uma conversa interessante, até porque tu vais ser mais detalhada que eu...tu sabes dos neurónios, evolução, all that shit...somos básicos que nem uma porta.

Francis said...

maya, entenditi.

Disidério Estrela said...

Duvido que ele assuma isso, é teimoso. Olha calhando está à espera que o vás lá buscar não? Onde anda o teu cavalheirismo? ahahahahahahahah

Vai gostar, hoje notei-o algo sensível...

Disidério Estrela said...

Tens é de cronometrar o tempo, que eu falo pra caraças.

Francis said...

não pá, eu vim-me embora ele tinha que ir atender lá mais um julgamento...acho que não está à porta à espera que eu fosse ao CC Vasco da Gama mamar um KFC e o voltasse a buscar...porra vim direito ao meu tasco onde ainda mamei um arroz de polvo do melhor...

Francis said...

falas ? onde ? é. sei.

Margarida said...

(margarida inicia sessão)

Eu estou a ficar zangada por esta fama de que as mulheres são umas cabras, as mulheres não são amigas, duas gajas boas não podem ser amigas, ó que caraças, pá, que seca. Podem sim, são sim e tudo sim. Esses mitos urbanos é que provocam a má reputação da mulher e faz com que ela seja vista como uma histérica anormaloide. O grande problema é que são as próprias mulheres que se auto denigram e isso é que me deixa furiosa. Foda-se, é a mesma coisa que dizer que todos os homens se comparam nas casas de banho e em casa, com fita métrica. Poupem-me a piada fácil, é mesmo assim...

Disidério Estrela said...

Tinhas de falar no arroz de polvo... é impressionante. Ronhoso.

Quando o assunto são teorias falo que me desunho. De restou sou praticamente mudo e não dou gritinhos.

Francis said...

maragarida, bem vida ao debate das 18h na loja. eu também ficaria zanfgado, eu estou a questionar o porquê destas coisa que não entendo. e sim, os homens também são uns básicos que é obra...ah ela era arquitecta, ah ela era médica, ah ela era isto e aquilo...qual é que o homem escolheu ? a que tinha mamas maiores, elucidativo, não ?

disi, é verdade, vinha cá com umas ganas...só em falta a açorda.
ahahahahahahahahahahahahahahahah me neither, sou timido.

Francis said...

lamento mas vou ter que abandonar o debate, tenho que ir buscar os meus filhos a casa dos meus pais...ainda vou a caxias e depois para lisboa...é a vida.

6ªf cá estaremos.

Disidério Estrela said...

Eu não se posso dizer, mas há os que escolhem mediante a resposta à pergunta "engoles?" (se calhar estou a abusar, não?).

Ah! Mas açorda eu tenho. É. Toma. Pois. Sei. Incha.

És, és. O que és mais é tímido.

Mia Capgras said...

Eu e a Queen somos amigas.O que é isto significa? Oo
Começo a ficar preocupada...

Brutus said...

Um gajo sai um bocado e dá nisto ...

Queen Grimhilde said...

Mas o Francis até te tratou por "meu bem"... é amor verdadeiro.