Thursday, January 13, 2011

Gajos de malas sempre feitas.


Começo por dizer que já inscrevi os meus filhos na JS e na JSD. É mais barato que o colégio americano, inglês ou francês*. Sim, sou um gajo previdente e já estou a cuidar do futuro do putos.
O trabalho de investigação que o DN publica hoje - tem vindo a publicar a semana toda -, é bem elucidativo de como esta classe politica funciona. Há casos absolutamente caricatos. As empresas do estado servem para albergar os maiores incompetentes deste país, a gestão ruinosa destas mesmo empresas que nós sutentamos ano após ano, e pelas quais estes gajos são premiados com salários obscenos e um novo lugar noutra empresa qualquer, é uma afronta gravissima a quem se mata a trabalhar neste país por salários cada vez mais curtos. Por exemplo, ver o que se passa com a ascenção do Armando Vara é gozar descaradamente com o povo. É premiar a incompetência, é o exempplo que se transmite aos mais novos, não precisas de ser competente, precisas de ter os amigos certos.
* Em conversa com um amigo meu, que tem os filhos no Liceu Francês, fiquei a saber como funciona o esquema dos livros escolares. É sempre o mesmo há uma data de anos, leva pequenas adendas anuais - nao obriga os pais a comprarem novos livros todos os anos -, os mais velhos fazem um leilão no final do ano para venderem os seus livros aos mais novos, se estiverem em condições, a preços mais acessiveis. Isto comparado com a vergonha que se passa em Portugal todos os anos, onde um grupo de gente mama, mama literalmente, milhares de euros por ano, com as constantes edições de novos livros escolares, é elucidativo. Os franceses devem ser burros, só pode.

14 comments:

Roberto said...

Francis, meu lindo, "andas a disparar a torto e a direito, andas chateado com alguma coisa ?"

Francis said...

ahahahahahahahahahahahahahahah
ando chateado com esta merda toda.

Roberto said...

Folgo em ver que seguiste o meu conselho quanto ao DN. De todos o modo, não tenho gostado muito da forma como as notícias têm vindo a ser apresentadas.

me. said...

Oh pá!!!
Coitadinhos...não sabem fazer nada de jeito e nem para candidatos ao subsídio de desemprego tem "desclassificações" ou mesmo para uns mero sem abrigo profissional.

Isto são apenas pormenores da República das Bananas ou da nossa querida democracia.

Francis said...

robbie love, sigo sempre os teus conselhos...

me, viva postugal.

Roberto said...

Eu adoraria ter um governo só com alemães, tipo "passem para cá os comandos dessa merda porque já chega de disparates e gamanço. Game over!"

Francis said...

exactamente.

Mary said...

É bem verdade... Lidei de perto com essa realidade dos Jobs for the Boys e é escandaloso ver como há pessoas a ocupar cargos para os quais não têm qualquer competência!
http://amarycanlife.blogspot.com/

Francis said...

mary, bem vinda à loja.
uma vergonha.

Pulha Garcia said...

Roberto, não sei se estás a brincar mas eu acredito mesmo que a melhor solução para Portugal seria contratar governantes estrangeiros, de preferência nórdicos de contas certas. Trazer a racionalidade e a competência para os assuntos públicos.

Francis said...

pulha man, não está a brincar não, garanto-te.

Roberto said...

Não Pulha, não estava a brincar. E, se não for pedir muito, gostaria de aplicar o mesmo a juízes, CEO do Banco de Portugal, algumas empresas públicas e, já agora, árbitros de futebol, caso em que nosso Glorioso iria destacado em primeiro lugar, dado o futebol de sonho que pratica, apoiado pela maior e melhor massa associativa do país.

Pulha Garcia said...

Roberto, pá, com árbitros isentos nas últimas 3 décadas o Benfica já tinha ultrapassado os 50 campeonatos e até o Sporting era um grande.

Roberto said...

Os 50 campeonatos em 30 anos ainda vá que não vá, agora o sporting um grande parece-me mais difícil.

Ontem vi mais uns grandes golos do Hulk (há que reconhecer) e continuo sem perceber como é que aquele tipo continua a jogar num clube de província.