Thursday, October 13, 2011

A divida pública


Batida, mas actual assim é a dívida pública portuguesa. Um problema tão complexo tem de ser abordado de vários pontos de vista.

Comecemos pelo lar, a família esse pilar da sociedade onde ainda reina uma forte crença numa entidade superior aos comuns mortais. Dona Goreti afirma sem receios que a responsabilidade da dívida estar tão lançada na vida é de Deus: “Ah... esse malandro foi passar férias a Saturno, diz que agora não existem para lá ventos muitos fortes e lá foi Ele. E como já idoso, 'tadinho, esqueceu-se de nós será que Deus tem Alzheimer?”.

Do ponto de vista político a explicação é simples e rápida: “A culpa é dos mercados económicos, vim aqui andar nos carrinhos de choque porque na entrada afirmam que menina bonita bonita não paga!”. Quem dá a explicação que pode a mais não é obrigado...

Numa elevação bem maior, as teorias sociais rezam que a culpa é do Médio Oriente que continua a produzir droga massivamente para destruir a sociedade ocidental e assim provar que o modelos social deles é melhor que o nosso. E a droga é sempre aquela coisa chata, não necessariamente porque vicia as pessoas, mas porque os traficantes usam e abusam da nossa costa e dinheiro pelo uso da dita nem vê-lo... E por falar em coisas que chegam à nossa costa sem pagar impostos, falemos de África que continua a produzir massivamente gente para entrar ilegal no nosso país.

A culpa disto estar como está é também da evolução da medicina. É. Pois com o aumento dos cuidados de saúde a esperança média de vida é muito maior. Séculos atrás e aos 30 anos uma pessoa podia ir começando a escolher a urna, hoje em dia é a desgraça a que assistimos. Aliás a medicina é tão eficaz que as pessoas mesmo a viverem com reformas miseráveis teimam em continuar a viver. E daqui se retira uma importante conclusão: o organismo dos mais pobres é mais resistente à crise que o organismo dos mais ricos, conferindo-lhes vantagem biológica ao nível da sobrevivência (Darwin you are allways on my mind, babe).

E nem vou apontar o dedo às prostitutas, porque elas também não ligam a isso. A culpa mora no centro da cidade nos bairros sociais onde vivem os ciganos a pagar rendas patéticas. Calma aquilo até parece um condomínio fechado, existem Mercedes e BMW novos nas ruas desses bairros. E deixem de ser anjinhos que não é pela t-shirt da “Lagosta” ou a encharpe do “Goucha” (entenda-se Gucci...) que eles vedem na barraca, é mesmo pela droga e pelas armas. E também ninguém paga imposto disto e vá mais uma ajuda para a alimentação da divida pública.

Do leste chegou a vodka e as Svetlanas. É verdade, Dulce Augusta já não limpa a casa ninguém porque os portugueses preferem ter a casa limpa à base de vodka, parece que desinfecta melhor... e o cheiro deturpa o raciocínio e a mão na carteira... Se é para pagar por debaixo da mesa paguem aos nossos! Agora lá vai Dulce Augusta engrossar a fila do fundo de desemprego, e lá está a dívida a aumentar novamente. Daqui se pode retirar outra conclusão: problemas domésticos mal resolvidos contribuem para os problemas públicos do país! É.

A culpa da dívida pública galga fronteiras. Refiro-me claramente aos McCann. O Ministério Público a gastar dinheiro com eles e qual foi o agradecimento? Insultam a polícia! Não que eles não mereçam ser insultados, porque muitos vendem droga daquela que apreendem para ganhar uns extras, mas caramba esta situação relembrou claramente o Ultimato que a Inglaterra dez a Portugal corria o ano de mil oito e noventa! Isto veio tocar numa ferida ainda não sarada e que chutou Portugal para o antro da humilhação e depressão... E quando estão deprimidas o que é que as pessoas fazem? Metem baixa... pimba, diminui a produtividade aumenta a dívida pública. De relembrar ainda que o aldeamento onde o dito casal ficou fechou, portanto mais desemprego.

A reputação de Portugal é tão má que nem os chineses querem morrer cá! Cuspir passeio ainda vá agora morrer? Deves... E falando em cuspir para o passeio, a culpa é também dos chineses. Mandam cada bisga para os passeios que o mais incauto idoso escorrega caí e depois lá vai para o hospital gastar fundos do Ministério da Saúde. Portanto nem ajudam as nossas funerárias e ainda prejudicam o Ministério da Saúde e mais uns quantos porque raramente os empregados deles estão “legais”.

Por último o empregado de mesa não está completamente errado, tivesse D. Afonso Henriques ficado em casa a falar com a mãe em vez de ir fundar uma nação, hoje em dia éramos espanhóis e a culpa era do primeiro ministro espanhol, assim é do D. Afonso Henriques.
Somos o fruto dos erros passados meditando sobre um futuro com problema de dimensão maior, porque vivemos numa mentalidade de "quem vier atrás que feche a porta. Em Portugal a culpa não morre solteira, morre viúva... e de vários maridos.

8 comments:

Rick von Wolksvagen said...

Tu tem dó, pá. Cheguei agora do escritório depois de ter constituído três bancos e duas seguradoras, vou agora fazer parkour para o Parque das Nações, a seguir tenho que fazer um contrato de cessão onerosa de prestações suplementares com remição sinalágmática de usufruto vitalício, penhor de participações sociais e fideicomissos sujeitos a condição resolutiva tácita, através de notificação judicial avulsa, tudo em latim, com assinaturas reconhecidas na qualidade e com poderes para o acto, e depois vou comentar este post, se tiver tempo, uma vez que o avião para Washington parte às seis.

Irritadinha said...

Evita Rick, não vais gostar do post mesmo.
És como Kant, um tipo de hábitos.

Rick von Wolksvagen said...

Vou gostar vou, como sempre, nem preciso de ler para dar vinte valores.
Logo vou estar com o Kant no parkour (acho que hoje o Engels tb vai) e vou dizer-lhe que a critica da razão pura é uma merda de um livro. O tipo é fixe e vai dar-me razão. Depois vamos todos comer um caldo verde e ficamos amigos.
A malta semos assim, uns grandes malandrões.
Já disse aqui no blog que no próximo fim de semana vou estar com o Marx a apanhar conquilhas na Praia Verde ?

Irritadinha said...

Boa, dá-lhe os meus parabéns pela ênfase que ele dá aos à priori. E já agora pela forma como ele define a ética, soberba.
A Marx dá-lhe um beijinho meu, sff. Lamento que lhe tenham desvirtuado a ideologia mas felizmente graças a ele Vygotsky escrever uma teoria fascinante sobre o desenvolvimento humano.

Irritadinha said...

"... escreveu..."

Rick von Wolksvagen said...

ok, cumpro todos os teus pedidos, excepto dar um beijinho ao Marx. Não somente por causa dos pelos, mas também porque me ligou agora a dizer que afinal não vai porque vai estar a trabalhar com o Carvalho da Silva a ver o orçamento do Passos Coelho e a escolher as formas de protesto.
Ele tem a avença com a CGTP e tem que mostrar serviço.

Irritadinha said...

Por acaso não me conseguias marcar um almoço com Locke?

Goizzzzzz said...

giro giro foi ontem o encadeamento das noticias do negocios: as 12h e tal o prof Morcela a dizer q iriam retirar os subsidios de 2012 e pelas 20h o PPC a dizer que tava cortado ate 2013......
so porque sou burro e penso assim, fico convencido que este morcela usa a posicao que tem para vir soltar farpas destas.....
eu sei tou com um mau feitio dos diabos, mas desde qd e que um gajo faz uma critica a 10 livros semanalmente???? e de quem quer aparecer n e?

voltando ao post, acho que estamos desgracados.....ta td a levar com buracos nos orcamentos ja na recta final do ano e ainda nao comecamos a remediar ao melhor estilo portugues....
no final, ate tudo tem um lado positivo!
vamos aprender a fazer contas a vida de novo e a cortar no que e acessorio.
e so lamentavel a pausa forcada na vida dos que pertecem ao pipeline academico. mas como geracao incontinente e melhor nao chorar muito para nao haver piscinas nos lencois depois....
td de bom, td pelo benfica e um bom fds!