Monday, November 14, 2011

Uma vez paspalho, para sempre paspalho


Declarações como: "Só Napoleão fez mais do que eu fiz. Mas eu sou definitivamente mais alto"; "Trago-vos cumprimentos de um homem que se chama, chama... Esperem, aquele tipo bronzeado, Barack Obama"; "Sou sem dúvida o homem mais perseguido pela lei de todos os tempos, em toda a História da humanidade, em todo o mundo, porque me sujeitei a 2.500 audiências no tribunal"; "É uma gorda insuportável " (sobre Angela Merkel). Vieram da uma mente brilhante, de seu nome, Sílvio Berlusconi. (Ok, a última é gira...)

Porém ao apresentar a sua demissão e quando já não se esperava muita criatividade, Berlusconi uma verdadeira Fénix, renasce e brinda o mundo com mais umas pérolas. Diz-se orgulhoso do que fez durante esta crise económica e "Partilho das vossas convicções e espero que possamos retomar juntos o caminho do Governo", no comunicado lido na reunião do partido La Destra.

Eu que não era grande crente na teoria da reencarnação tenho de dar a mão à palmatória: D. Sebastião, nosso finado rei, reencarnou e habita no corpo de Sílvio Berlusconi. Só pode. O tipo sai de cena, mas ainda com um calcanhar em palco já vai avisando "Psst... malta qualquer coisa mi liga vai".

Qual é a principal vantagem de ter muito dinheiro? Tomar o pequeno-almoço em Paris e , no mesmo dia, jantar em Nova Iorque? Não... A principal vantagem de se ter muito, muito dinheiro é poder abrir boca e dizer o que bem apetece e regressar do nevoeiro só porque sim.

No comments: