Thursday, February 09, 2012

Coisas que verdadeiramente me doem

O sporting está na final da Taça de Portugal.

Foi jogando as eliminatórias quase todas em casa (excepto a primeira) e, nas meias-finais, a sorte e o árbitro (ou um adepto do sporting mascarado de árbitro, o Carnaval está aí) sorriram-lhe. Venceu à rasquinha o actual 9º classificado da Liga e, como se costuma dizer, "aconteceu taça". Seja !

Tinham que ir duas equipas à final e calha ser o sporting como podia calhar o Moreirense ou o Carcavelinhos.

Acho muito bem que a final seja disputada entre duas equipas pequenas, pois isso "oxigena" o futebol português. É bom ver equipas as equipas do meio da tabela a lutarem por um lugar ao sol.

Atenta a realidade actual do sporting, compreendo que os adeptos inchem e embandeirem em arco com a vitória de ontem.

Ao contrário do que diz o Francis, a mim não me doeu nada.

Por um lado, penso nos vários e bons amigos e familiares próximos que tenho e que são do sporting. Estão naturalmente felizes e compreendo, por exemplo, que o meu amigo Francis solte o seu amistoso e elegante grito de alegria e desportivismo ("vão para o caralho") e que todos, em conjunto entoem o hino do sporting ("SLB filhos da puta SLB"). Já acho um bocadito exagerado que, depois da vitória de ontem comecem logo a pensar que vão ganhar a taça, a liga, a superliga, e champions e a supertaça, como sei que começaram a pensar, mas pronto, a malta do sporting é assim mesmo e nós até achamos piada e ficamos com vontade de lhes fazer uma festinha.

Por outro lado, penso também nas mulheres de alguns sportinguistas (que não as dos meus amigos, obviamente). Segundo li no órgão oficial do sporting (o Record), algumas tias que têm o azar de estar casadas (ou namorar) com sportinguistas, só têm, por assim dizer, "direito ao convívio" quando o sporting ganha. Com algumas delas até sucede que, nas situações normais (isto é, quando o sporting perde), os maridos-adeptos alimentam os gostos que estas tias têm por marcas, deixando-as com marcas de cintos (em regra Boss) nas costas e com marcas de sapatos (em regra Prada) pelo corpo todo.

Ora, andando a mesmas a pão e água há várias semanas a fio, esta noite foi um ver-se-te-avias (ouvi dizer que depois de "aviarem" a respectiva, alguns ainda deram uma saltada ao Trumps, mas não acredito nisso) e tenho a certeza que hoje, por aquelas zonas, há muita tia beta com 15 nomes que anda mais arrebitada do que o costume e com um sorriso enorme estampado nos lábios. Valha-nos isso.

Azar teve o Tó Zé do talho (sócio nº. 81.279 do Benfica, ex-jogador da equipa de râguebi do clube, e que, ganhe ou perca o Benfica, está sempre pronto para a festa, por vezes até durante os jogos) que estava quase quase quase a por uns momentos tirar as mãos das carnes frias do talho e colocar as mesmas nas carnes rijas e quentes e a afiambrar a Xixi Costa e Silva de Andrada e Perestrello de Gouveya e Mello de Tal e Coisa e Sotto de Mayor que agora vai ter que ter um pouco de paciência e esperar mais uns tempitos.

O que me dói, isso sim Francis, é tudo o que está a acontecer com o Djaló.

É um jogador rasca, que veio de um clube medíocre, com péssimo aspecto e uma mulher irritantíssima.

É um jogador que não tem lugar no meu Benfica, ponto final parágrafo (como é que um jogador que não tem lugar no sporting tem lugar no Benfica ???)

Enfim, é uma contratação inaceitável e incompreensível e que não faz o mínimo sentido.

Mas, ainda pior do que a contratação, tem sido a euforia dos adeptos. Parece que contratámos o Messi.

Está tudo doido ?

Mas que merda é esta ?

A imagem da mulher do gajo com a criancinha ao colo toda vestidinha "à Benfica" causou-me náuseas, tal como me enoja a reacção dos adeptos cada vez que o tipo toca na bola.

Perdemos a Diana Chaves e agora temos a não sei quantas. Bardamerda para a troca.

Ao menos que obriguem o gajo a cortar aquele cabelo ridículo.

Isto sim, camarada Francis, dói-me.