Friday, March 16, 2012

3 comments:

Moet & Xandão said...

Um desempregado compareceu no Centro de Emprego em Estremoz, para ver se havia alguma coisa para ele.

Ao chegar, viu um cartaz que dizia 'Precisa-se de Assistente de Ginecologista'.

Foi ao balcão e perguntou:

- Pode dar-me mais informações sobre este trabalho?

E o funcionário:

- Com certeza. O trabalho consiste em preparar as pacientes para o exame. Você deve ajudá-las a despir-se e lavar cuidadosamente as suas partes genitais. Depois faz a depilação dos pêlos púbicos com creme de
barbear e uma gillete novinha. A seguir esfrega gentilmente óleo de
amêndoas doces, de forma a que elas estejam prontas para ser
observadas pelo ginecologista. O salário mensal é de 3.500 Euros. Mas o senhor tem de ir até Elvas.

- É lá o emprego?

- Não... é lá que está o fim da fila !!!...

Moet & Xandão said...

O médico liga para o paciente.
- Alfredo, seus exames ficaram prontos.
- E aí, doutor!? Tudo bem?!
- Bem nada, rapaz! Tenho duas notícias para te dar: uma ruim e uma péssima.
- Diz logo, qual a ruim?
- Você tem apenas 24 horas de vida!
- 24 horas? Meu Deus, não pode ser! - e depois de alguns segundos...
- E a péssima?
- Tentei te ligar ontem o dia todo, mas só dava ocupado!

Moet & Xandão said...

Durante escavações recentes nos EUA, arqueólogos americanos descobriram, a 100m de profundidade, vestígios de fios de cobre que datavam do ano 1000.

Os americanos concluíram que os seus antepassados já dispunham de uma rede telefónica naquela época.


Entretanto os espanhóis escavaram também o seu subsolo, encontrando restos de fibras ópticas a 200m de profundidade. Após minuciosas análises,concluíram que elas tinham cerca de 2000 anos de idade, divulgando triunfantes, que os seus antepassados já dispunham de uma rede digital à
base de fibra óptica quando Jesus nasceu!


Uma semana depois, em Beja, no diário local, foi publicado a seguinte notícia:

"Após inúmeras escavações arqueológicas nos subsolos de Beja, Évora, Moura,Estremoz e Redondo, entre outras localidades alentejanas, até uma profundidade de 3000 m (!), os cientistas alentejanos não encontraram nada,
absolutamente nada.

Conclui-se assim, que os antigos habitantes daquela região alentejana já dispunham, há 3000 anos atrás, de uma rede de comunicações sem fios, nos
nossos dias vulgarmente designada de "Wireless"...