Wednesday, June 06, 2012

Não tenho o menor orgulho em ser português

Eu odeio ser português e, se pudesse ter escolhido, existiam dezenas de outros países onde preferia ter nascido.

Tudo o que de Portugal tem de bom ou menos mau foi-nos dado de mão beijada pela natureza (o Gerez, a praia de Porto Santo, as paisagens nos Açores, a Cláudia Vieira, etc). Nada de bom ou menos mau foi realizado pelos portugueses.

A maneira de ser dos portugueses tem muito pouco de positivo. Somos um povo deprimido e deprimente, sem qualquer qualidade assinalável e inúmeros defeitos. Não prestamos, ponto.

Quando estou com um conjunto de estrangeiros e chega a parte em que tenho que dizer que sou português, tenho vergonha.

E sim, eles olham para mim com compreensível pena, tal como eu olho com inveja para um holandês ou para um alemão.

Este país é uma merda.

13 comments:

Francis said...

então xuxu, quem te anda a maçar o juizo ?

Michael Grasses said...

Não percebo a pergunta ...

Francis said...

quem te anda foder os cornos ?

Salvador said...

Vergonha de dizer que és Português? Caraças! Isso é lá coisa que se diga? Epá, segue o conselho do Passos e emigra...

PS(D)- E claro, peço perdão por comentar em Português

Michael Grasses said...

Portugal e portugueses. Desde há décadas, não é coisa de agora, mas é coisa que é feio dizer.

Salvador: tenho pena, mas escolhi o raio de uma profissão que não posso exercer no estrangeiro. Contudo, garanto-te que, no que respeita aos meus filhos, já há muito (muito antes das declarações do Passos) que ando a tentar fazer com que eles emigrem. Neste momento o meu sonho era que "fugissem" deste país miserável.
E talvez fosse preferível mostrares-me que eu estou errado e que este país tem futuro, em vez de criticares somente ...

Salvador said...

A tua revolta é a minha e a de 99% dos Portugueses. Mas há que dirigi-la a quem nos tem (des)governado desde o 25 de Abril e não à Pátria, à Bandeira ou até ao Hino como vi por aí num video que passou em Guimarães 2012. Ter vergonha dessa gente, sim. Ter vergonha de ser Português, nunca. E claro que somos um País com Futuro. Temos que o ser. Não é à toa que somos independentes desde 1139 e, por exemplo, sobrevivemos à Dinastia Filipina, às Invasões Napoleónicas e escapamos praticamente incólumes às duas guerras mundiais.
Pode tardar, mas chegará quem nos governe com seriedade e competência.

(E fui tremendamente grosseiro, mal educado até, no comentário anterior, ao dizer para emigrares. Desculpa.)

Michael Grasses said...

Salvador,
Vou falar a sério (comigo é relativamente raro).
Não foste grosseiro, muito menos tremendamente grosseiro. Grosseiro sou eu na maior parte das coisas que escrevo.
Portanto, nada há para desculpar, pelo contrário: é fantástico ler um comentários positivo, inteligente e educado, escrito por um pessoa que pensa de maneira diferente. Em resumo: não te desculpo mas agradeço-te.
Quanto ao resto: quem nos tem (des)governado, como dizes, tem sido escolhido por quem ?
E o problema será só dos (des)governantes ?
Vamos falar a sério sobre os professores, sobre os militares, sobre os advogados, sobre os revisores, sobre os banqueiros, sobre os pilotos, sobre os juízes, sobre os empresários, sobre quem ?
Lanço-te o desafio: por cada característica positiva dos portugueses que refiras, eu refiro uma negativa. Depois comparamos os resultados.

Em alternativa, lanço-te um outro desafio: como é que vês Portugal daqui a 20 anos ?

E mais uma vez obrigado: há alguns anos que por aqui andava à espera de um comentário "à maneira". Bastava-me um. Já quase que tinha desistido. Ainda bem que não o fiz, porque foi hoje que o recebi.

Francis said...

pensei que iam dar beijinhos na boca, não ? nem um ?

Michael Grasses said...

nop, as tuas meninas é que te davam, mas eu enxotei-as ... eh eh

Francis said...

ahahahahahahahahahah

Anonymous said...

Concordo plenamente contigo. O que mais me orgulho é ter nascido em Luxemburgo, mas estou a morar em Portugal e sou portuguesa. Daqui uns anos irei imigrar, não me orgulho de ser portuguesa também. Bjs

Anonymous said...

Eu tenho orgulho em ser português, poderia estar aqui a enumerar mil e uma razões, mas não o vou fazer e digo apenas que me sinto orgulhoso de pertencer a esta nação e não é uma crise como a que nos afectou recentemente que vai altera aquilo que sinto por Portugal!

Anonymous said...

Eu odeio ser portuguesa. A conversa da historia, descobrimentos, ja passou, è obsoleto pensar no passado quando o presente é estar a porta do centro de emprego ou na pobreza, apos ter estudado, trabalhado e lutado imenso. A natureza é para os ricos ou turistas. Ir para a montanha ou floresta (toda destruida por eucaliptos), nas partes que ainda restam, é restrito e limitado. Os noruegueses por exemplo tem mesmo culturalmente a actividade de ir pa natureza caminhar e acampar, nós nao podemos, porque ha restrições, risco de incendio, etc resultado de uma gestao nojenta da floresta, e de um clima excessivamente quente que devia ser compensado com floresta verde e nunca eucaliptos, esse verme. E vao dizer os estupidos: ah emigre.Pois, e eu por desespero sim emigrei. Mas e uma dor enorme, saudade da familia, solidao. Dor imensa !!! Isto porque Portugal é um pais com um governo malvado que me destruiu a vida. Odeio ser portuguesa ��