Saturday, September 01, 2012



Numa época em que se falam de sacrifícios e do quanto é preciso trabalhar e não bufar, creio que seja necessário dar um exemplo que ilustre o que é pedido. Pensei relativamente pouco acerca do assunto e cheguei à conclusão de que o exemplo a seguir são as prostitutas.
Não? Como não? Ora vejam comigo...
A prostituta é uma trabalhadora que enfrenta as dificuldades de várias ordens. Faça sol, chuva ou granizo ela está sempre lá no local de trabalho a dar o corpo às balas (literalmente...).  Gente de fibra que nem seguro de saúde exige para abraçar a profissão! São trabalhadoras leais, nunca fazem greve o máximo que pode acontecer é adquirirem visão empresarial e passarem a ser patroas de si próprias. A meu ver uma palavra que as caracteriza é: pragmatismo. Não interessa se é alto, baixo, gordo ou magro tem dinheiro, siga.  São trabalhadoras incansáveis e como qualquer outro trabalhador têm sonhos e ambições apesar de saberem que nem reforma vão ter. O sonho de qualquer português é ter um café ou uma mercearia o de uma prostituta é ter ao menos um abrigo nem que seja com telhado de zinco onde possam atender a freguesia.

Sem regalias nem condições elas são o exemplo de um trabalhador dedicado!

2 comments:

Francis said...

O que são " trabalhadoras incensáveis " ?

Irritadinha said...

Não sei do que falas...