Monday, January 28, 2013

Porque é que eu tenho que pagar o ordenado a esta gaja,



quando ela está supostamente a fazer "serviço público" à tarde na RTP. Já a viram a fazer "serviço publico" ? então vejam. Mete dó. é confrangedor. Tem o QI de uma bola de snooker, a cultura de um isqueiro e as mesmas qualidades para entrevistadora que um Swatch (sem ofensa para o mesmo).
Além do mais, não queria ser portuguesa. Ora vejam lá se quem diz isto merece trabalhar na RTP e ser paga pelos portugueses:



Reparem bem no sotaque.

E quanto ao resto ... cada uma é livre de fazer o que quiser e eu por mim aplaudo.

A chamada "vida particular" dela será porventura o único ponto com interesse da sua existência. 

4 comments:

Francis said...

se fosse só essa estavamos nós bem.

Dr. Michael Grasses said...

Francis, man, esta gaja não tem rigorosamente nada entre uma orelha e a outra ...

Salvador said...

ahahah

(E custa-me ser o único Homem Português que não conhece a 'vida particular' da moça.... rsrsr)

Anonymous said...

Ainda percebi se ela faz "serviço público", "servicinho público" ou "serviço púbico" ...