Wednesday, January 09, 2013

Uma noite inGlória



A Glória Araújo, Ilustre deputada do Partido Socialista, participou em acções sobre a segurança na estrada, como a Comissão Interparlamentar da Segurança Rodoviária (Setembro de 2008) e um encontro com empresários em Lousada para debater a Estratégia Nacional para a Segurança Rodoviária (Março de 2009). 

A gloriosa Glória fez 37 anos na última sexta-feira. Nessa mesma sexta-feira, a nossa Glória foi detida por conduzir com excesso de álcool no sangue (2,41 gramas por litro), bem acima do limite a partir do qual esta infracção é qualificada como crime (1,2 g/l). Eu quase que arriscaria dizer que a representante do povo teria algum sangue no meio do álcool.

A deputada foi detida numa operação stop no centro de Lisboa às 3h20 da madrugada e foi depois notificada para comparecer perante o Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa, desconhecendo-se o resultado da audiência com o juiz.

A bêbada Glória representa na perfeição aqueles em quem o povo tem andado a votar nas últimas décadas. 

É merda desta que manda nesta merda.  


4 comments:

Francis said...

Foda-se, sejas bem aparecido.

Isto representa o desconhecimento de quem nos governa. Se não fosse apanhada com os copos ninguém sabia quem ela era.

Dr. Michael Grasses said...

Foda-se para ti também !
Estou com uma depressão por causa do sporting e isso tem-me impedido de blogar.
Achas que ela apanhou uma cadela de caixão à cova só para se tornar conhecida ? É possível. Eu acho que, se fosse comigo, com 2,41 nem sabia qual era o meu carro e, se por acaso descobrisse, nem conseguia encontrar o buraco para meter a chave. Esta gaja tem pelos nas mamas, aposto nisso.

Francis said...

Desculpa a demora. Fui ali ao Marques comemorar.

2.41 é para meninos, pá.

Não, ela não fez isso para ser conhecida. mas se tu pusseses aqui o nome dela a seco, ninguém fazia a mais pequena ideia quem ela era.

Dr. Michael Grasses said...

A maior parte das nossas leis parece que é feita sob a influência do álcool.

A verdade é que são mesmo.