Tuesday, November 15, 2016

Fui ao MAAT. Gosto do conceito, gosto mesmo. Mas aquilo deve ter tido acabamentos de loja do chinês. Tanto defeito de detalhe. Havia alguma pressão para abrir naquela data ? Mas pronto é lindo e não me maçem mais. Já lá fui.











1 comment:

Dr. Michael Grasses said...

Não gosto do conceito do MAAT, da localização, de quem paga (tipo nós), nada nada nada. É basicamente uma merda, um sinal exterior de riqueza à custa dos desgraçados que pagam a electricidade ao preço do ouro.